A paleta de cores em 2018

Após diversas análises de tendências, definem-se as cores que serão a cara de 2018: Coral, Suvinil, Eucatex, Luckscolor e Sherwin-Williams colocam, a partir da visão de seus designers, diferentes matizes que acabam por convergir conceitualmente – a sensação de aconchego e acolhimento dentro de casa. Isso pode ser construído através da conexão com a natureza, a harmonização entre tons (em sua maioria, tons pasteis) e paletas marcadas por uma estética mais rústica.

 

Pantone

Tradicionalmente, a Pantone elege a cor que dará o tom para o ano. Este ano, a cor eleita é o Ultra Violet: um tom de púrpura com bastante personalidade, que passa a sensação de originalidade, engenhosidade e pensamento visionário – uma retomada, após o Greenery, do ano anterior, que comunicava “novos recomeços, esperança, uma mensagem edificante”.

 

Conexões

A cor escolhida pela Coral – Adorno Rupestre – é um tom cinza rosado, suave e quente, remetendo bastante ao aconchego e acolhimento aos quais comentávamos acima. A casa, então, se torna um lar, um local de abrigo e segurança.

Com o mesmo resultado, mas, por outros meios, a Suvinil aposta no tom Terra Roxa: uma clara resposta ao apelo do consumidor de estreitar seus laços com a natureza. A cor terrosa, alaranjada, representa essa conexão com nossas origens.

 

Mais natureza

A Eucatex foi mais direta em sua conexão à natureza: Eucalipto é a maior aposta da marca em 2018. O tom de verde que fica entre o esmeralda e o musgo, traz o claro desejo de trazer tons da flora para o lar. A tendência Urban Jungle, que vem desde o ano passado, parece que tem lugar cativo no coração dos designers – pelo menos para este ano.

Por fim, a Luckscolor trabalha com a calmaria: o lançamento deste ano, Reflection, é um tom de azul já antes estudado – entre o cinza e o azul suave, e cria um ambiente bastante aconchegante, delicadamente criado. A SherwinWilliams dividiu sua aposta em três tons bem distintos, ainda que remetam à mesma ideia – relaxar, concentrar-se e investir no crescimento espiritual, como comentamos aqui.

Facebook0
Pinterest0

Tags