Poltronas dinamarquesas retratam a inspiração orgânica no design

Adaptado de DANISH™

O design moderno dinamarquês é conhecido e celebrado há muito tempo por sua aparência elegante, minimalista e clean. Mas o que acontece quando os designers canalizam uma inspiração mais elementar?

Um ícone do design dinamarquês, by Lassen, mais conhecido por seu castiçal Kubus de 1962, criou duas cadeiras que incorporam significativamente a criatividade biológica em seus designs. Primeiro, a My Own Chair, projetada em 1938, é notável por sua impressionante forma arredondada e um encosto de cabeça que faz você pensar levemente nos chifres de um animal.

Foi originalmente projetado para a Exposição de Guilda de Marceneiros, em Copenhague, mas a forma notável (em duas partes) da cadeira foi considerada, à época, muito progressista para ser colocada em produção. Isso significa que apenas uma cadeira foi criada em 1938. “A cadeira de Flemming” ou “My Own Chair” ficaram na residência particular do arquiteto pelo resto de sua vida.

Mas agora – 80 anos depois – by Lassen lançou uma recriação exata desta famosa cadeira, mantendo-se fiel aos princípios do design original. My Own Chair ainda destaca perfeitamente o amor de Flemming Lassen por formas arredondadas e detalhes precisos. A cadeira tem sido frequentemente descrita como uma mistura natural do humanismo nórdico e do modernismo internacional.

“A forma orgânica do grande apoio para as costas da My Own Chair cria uma silhueta que o convida a misturar-se à medida que o envolve e encoraja-o a relaxar. É tudo sobre conforto e encontrar um pouco de tranquilidade em nossas vidas ocupadas ”, diz Nadia Lassen, bisneta de Mogens Lassen e ex-CEO e coproprietária da Lassen.

 

Crédito: by Lassen

 

The Tired Man – ou originalmente “Den Trætte Mand” em dinamarquês – é um renomado ícone de design no qual você não pode deixar de pensar quando se fala de by Lassen e suas cadeiras. Foi projetada em 1935 e é caracterizada por sua forma curvilínea, selvagem, “como um urso” e com braços volumosos.

Flemming Lassen disse uma vez que sentar nesta cadeira deve fazer você se sentir “tão quente e seguro quanto um filhote de urso polar nos braços de sua mãe no meio da calota de gelo”. Palavras muito aptas e precisas do arquiteto por trás da peça clássica; com o seu exterior acolhedor e abraço calmante, a poltrona The Tired Man é considerada por muitos como a melhor cadeira para se afundar e relaxar.

O interesse pelo mobiliário exclusivo de Flemming Lassen foi destacado num leilão histórico realizado pela Bruun Rasmussen Auctioneers em setembro de 2014, onde o preço desta cadeira excedeu maciçamente a estimativa, chegando a 1,42 milhões de coroas dinamarquesas (aprox. € 190,000), estabelecendo o recorde de cadeira dinamarquesa mais cara já vendida em leilão.

Crédito: by Lassen
Crédito: by Lassen
Facebook0
Pinterest0

Tags